segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Spaghetti com camarões e pesto leve.



Cozinhar para os amigos é sempre muito bom. E quando é de surpresa, então, melhor ainda. Saí pra dar uma volta de bicicleta (é, bicicleta, acredita?) no Ibirapuera e, na volta, passei por acaso em frente a casa do meu amigo Adriano Panda. Não costumo aparecer sem avisar na casa dos outros, mas fazia tempo que não o via e gostaria de dar um abraço no casal Panda e Lays. Ela não estava, o que justifica os 30 segundos para a primeira cerveja ser aberta. Conversa vai, conversa vem, a Lays liga e diz que tem uns camarões (gigantes, daqueles que ganharam a briga, sabe?) na cozinha e ela poderia passar no supermercado para comprar algo. Prontamente pensei em fazer um pesto com camarões e linguine. Linguine não tinha, mas isso é apenas um detalhe. Guto, outro amigo que também passava por ali acabou parando e aproveitou da surpresa.

Esse prato é muito, muito simples. Camarões frescos e grandes, uma boa massa, um bom queijo e um bom azeite. Claro que você pode adaptar, mas a diferença está na escolha de bons ingredientes.

Salteando os camarões.


No fogão.


Concentrado.

A dona da casa.


Mesa posta.


Meu copo de cerveja, Guto e o casal de anfitriões Lays e Panda.

Spaghetti com camarões e pesto leve.
4 porções

32 camarões grandes descascados
1/2 pacote de massa grano duro
1 maço de manjericão fresco
1 e 1/2 cabeça de alho
Queijo Grana Padano em lascas finas
Castanha de caju picada
Sal
Pimenta do reino
1/2 xícara de azeite extra virgem


Corte um bom punhado de manjericão e o alho bem pequenos. Com um pilão, amasse as folhas junto com azeite e o alho. Misture as castanhas de caju trituradas e pile mais um pouco. Coloque um pouco de queijo ralado e prove. Corrija o sal. Esse pesto é para ficar leve, para não esconder o gosto dos camarões. Mas você pode colocar mais manjericão ou alho se preferir.

Cozinhe a massa até ficar al dente em água e sal.

Tempere os camarões com pimenta do reino e pouco sal. Passe eles pelo pesto para completar o tempero.


Esquente bastante uma frigideira antiaderente. Coloque um fio de azeite e salteie um terço dos camarões. Se você colocá-los todos ao mesmo tempo, vai baixar a temperatura da frigideira e eles irão cozinhar em vez de dourar. Nunca deixe os camarões muito tempo na frigideira. Eles ficarão duros, borrachudos. Camarão é tão delicado que, quando bem fresco, seu ponto deve ser mais do ponto para o cru do que pro bem passado. Isso garante a maciez.

Escorrida a massa, adicione os camarões e o pesto nela ainda bem quente. O pesto não deve ser aquecido na panela, apenas com o calor da massa. Finalize com lascas de Grana Padano, que você pode tirar passando uma faca afiada na lateral do queijo, ou com um fatiador.

Bom apetite.

Ps: Vale mencionar que a Lays é uma arquiteta de mão cheia, tem uma das cozinhas mais bonitas que eu ja vi e uma mesinha no jardim, onde comemos e tomamos um Tinto de Verano. Num dia de sol, com amigos, não tinha como o clima ser mais perfeito.

Ps2: Fotos de Adriano Panda

6 comentários:

Mesa disse...

Sua camiseta do Brasil tá ao contrário.
Coloca a foto original ai.

Panda disse...

Opa, ficou legal o post.

A foto não está ao contrário, é que a cozinha tem um espelho grande na parede que fica atrás do fogão.

Valeu pela visita, Leo. A casa é sua.

Abraço.

Panda

Guto disse...

belo almoço, leo!
temos que marcar outros desses...
abs
Guto

bancoebalcao disse...

Olá,
Meu primeiro comentário, mas to sempre lendo, parabéns pelo blog.
Muito legal cozinhar pra amigos. Muito bacana excercitar a amizade. As fotos ficaram bem legais.
Abração

Maria disse...

Léo, essa massa deve ter ficado divina; essa combinação me deixou faminta às 10h30 da manhã de uma segunda-feira!!!
Beijo e ótima semana!

Anônimo disse...

Roubei a receita!

Cláudia Falcão